O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Equipe do Força Feminina teve formação com Alejandra Mancebo

A formação foi sobre o processo que vem sendo vivenciado, no que tange a nova estrutura da Congregação.

No dia 22 de agosto, a equipe da Unidade Força Feminina esteve em formação com Alejandra Mancebo sobre o processo que vem sendo vivenciado pela Congregação no que tange a formação da nova estrutura da Congregação. A própria Alejandra nos fala deste espaço:

 “Um largo caminho estamos percorrendo na Congregação, de muitas buscas, reflexões, acertos e erros também. Caminho há unificação... Foi bem interessante, apaixonante, junto a Equipe do Força Feminina fazermos memória de tantos acontecimentos nos quais estamos envolvidas irmãs, leigos/as, funcionários/as, mulheres... Tão importantes porque são acontecimentos vitais os que vivenciamos. Estamos nos aproximando a um momento histórico (o próximo Capitulo Provincial da nova estrutura conformada por Angola, Argentina, Brasil e Uruguai) que abrirá as portas a horizontes onde o diálogo, a escuta, o respeito, a contemplação e aceitação das diferenças terá que brilhar como raios de luz para que nosso amanhecer seja bonito, sereno.


Nestes anos de caminhada, nos espaços de aproximação e criação de vínculos, já fizemos uma linda experiência de conhecer-nos e sentirmos família. O "meu" começou a deixar de ser "o mais importante", "o melhor"... Começamos a olhar as possibilidades e riquezas que o outro, a outra diferente traz, como um presente, para minha realidade (pessoal, cultural, comunidades, projetos, etc.).

"Ninguém ama o que não se conhece”... Por isto é bom resgatar que o tempo investido em nos aproximar, em olhar, tocar, abraçar pessoas concretas, o fato de acolher as falas que provem dos outros projetos possibilitou que o conhecimento aconteça e com ele o processo de criação de vínculos que vão sendo cada vez mais sólidos.

As ressonâncias que fizemos sobre a diversidade na nossa oração iluminam este tempo: diferenças, musica, cores, culturas, completar, riquezas, ameaças, possibilidades, perfume, proximidade, indo e vindo, sabedoria... Tudo fala de processos, de historias que se misturam criando uma realidade nova.

Estamos todos/as convidados a somar-nos nesta caminhada! Requer um compromisso e esforço pessoal e coletivo que, com certeza, vai dar frutos em favor das mulheres a quem "em justiça lhes devemos misericórdia" (como disse nossa Madre Antonia ) expressada em relações mais humanas e humanizantes.”

Gratidão a Alejandra Mancebo por partilhar esta caminhada e a riqueza dos passos que podem e devem ser dados conjuntamente nas diversidades e movimento da busca contínua.

Fonte: Equipe Projeto Força Feminina

Voltar 


julho 2018
 DSTQQSS
S1234567
S891011121314
S15161718192021
S22232425262728
S293031    









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069