O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Mesa Redonda retoma atividade do Congresso Diálogos pela Liberdade

Foi apresentado as atividades de luta contra o tráfico de pessoas executadas pelas Unidades Oblatas.

Com o tema “Experiências de prevenção e Atendimento às vítimas do tráfico com fins de exploração sexual no Mercosul”, a Mesa Redonda programada para o período da tarde, retomou as atividades do Congresso Internacional Diálogos pela Liberdade – Prevenção ao Tráfico de Pessoas”, promovido pela Pastoral da Mulher de Belo Horizonte, em parceria com o UNODC - Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime no Mercosul e a OAB - Ordem dos Advogados do Brasil/Minas Gerais.

Formada pelas Irmãs Olga Colipe, Coordenadora da Rede Oblata; Paula Laneri, do Projeto  “Puerta Abierta“ - Buenos Aires; e Sandra Ortiz, do Projeto “Casa Abierta” de Montevidéu (Montevideo-Uruguay) a mesa objetivou apresentar as atividades de luta contra o tráfico de pessoas executadas pelas Unidades Oblatas que forma a Rede Oblata no Mercosul.

Após o encerramento da mesa, Roberto Ferreiro, pedagogo do Projeto “O Mencer”, em Ferrol (Espanha), assumiu a bancada preferindo a palestra “Experiências de Atendimento a brasileiras vítimas do tráfico com fins de exploração sexual na Espanha”, onde apresentou números de mulheres brasileiras que exercem, atualmente, a prostituição na Galícia, onde atua na Unidade Oblata e destacou, em sua apresentação, o Estado de Goiás como o de maior origem das mulheres brasileiras que atuam na prostituição em sua região.

Finalizando a sequencia de palestras da tarde, Verônica Teresi retornou à mesa para apresentar, ao público presente, depoimentos colhidos em sua experiência com mulheres inseridas no contexto de prostituição. Relatos marcantes de mulheres que descreveram a realidade de que na prostituição “a vida não tem nada de fácil”.

Logo ao final das apresentações, a mesa foi formada para respostas às perguntas por parte da assembleia.

O Congresso Internacional Diálogos pela Liberdade termina nesta terça-feira com a seguinte programação:

PAINEL III: CAUSAS SOCIOECONÔMICAS DO TRÁFICO COM FINS DE EXPLORAÇÃO SEXUAL

8:30 h – Lançamento do Documentário “O que a vida fez da gente e o que a gente fez da vida” – História de vida de mulheres que passaram por experiências na prostituição e/ou o tráfico de seres humanos. Com a presença do diretor Nélio Souto.

9:20 h – Espaço para perguntas

9:40 h – Coffee break

10:00 h – Mesa Redonda “Pobreza, gênero, desigualdade e exploração sexual” com Patrícia Mattos e Carla Bronzo.

11:40 h – Espaço para perguntas.

12:00 h – Intervalo para almoço

PAINEL IV: MARCO LEGAL DO ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS E SITUAÇÃO ATUAL NO BRASIL

14:00 h – “O II Plano de Ação Contra o Tráfico e Exploração de Pessoas” – Com Heloisa Greco (Coordenadora Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas)

15. 00 h – Coffee break

15:30 h – UMA VISÃO CRÍTICA DAS POLÍTICAS DE ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS

Com Thaddeus Blanchette, professor de Antropologia, UFRJ, Macaé, ligado a ONG Davida;

 17:00 h – Espaço para perguntas e debate.

17:30 h – Encerramento.

Olga Colipe

Sandra Ortiz

Paula Laneri

Roberto Ferreiro e José Manuel.

Verônica Teresi.

Fonte: Texto e Fotos: Mário Pires/AssCom Rede Oblata

Voltar 


maio 2018
 DSTQQSS
S  12345
S6789101112
S13141516171819
S20212223242526
S2728293031  









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069